quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Saúde dos olhos: OLHOS.COM: saiba como proteger os olhos em países frios



Normalmente, quem escolhe um destino de praia para uma temporada de lazer e descanso tem a preocupação de proteger os olhos do sol. Mas você sabia que esse cuidado também é essencial quando você vai ficar exposto em locais com neve?


Isso porque, nessas condições, o efeito dos raios solares é potencializado. Só para você ter uma ideia, enquanto a areia tem a capacidade de refletir cerca de 15% dos raios ultravioleta, a neve pode refletir até 80% da radiação sobre os olhos.


Outro agravante é que como as estações de esqui estão no topo das montanhas, devido à altitude, a incidência de raios UV é muito maior. Por isso, quem vai aproveitar as férias nesses locais precisa contar com proteção adequada para evitar problemas como queimaduras e inflamações oculares ou até a cegueira da neve.


E para que você possa sair tranquilo de férias e aproveitar da melhor maneira com a família, separamos algumas dicas de cuidados com os olhos em países frios para que a diversão seja garantida. Acompanhe!
Invista em óculos de sol próprios para neve com proteção adequada


Se é hora de aproveitar uma temporada de férias na neve, tenha em mente que os óculos de sol necessários para essa ocasião são diferentes daqueles que você usa normalmente.


Na hora de escolher o modelo certo para a sua viagem, é importante levar em consideração alguns fatores:


● Fator de proteção para raios UV. Verifique na etiqueta se o modelo escolhido oferece no mínimo 98% de proteção contra raios UVA e UVB. Não use modelos sem especificação detalhada do fator de proteção.


● Não se deixe influenciar pela cor da lente. Lentes cinza, laranja e até transparentes podem oferecer a mesma proteção que aquelas mais escuras, já que a cor não está relacionada ao nível de proteção oferecido.


● Evite modelos com lentes pequenas. Escolha um modelo que cubra as laterais do rosto, com o intuito de evitar que a entrada da luz cause queimaduras de sol nos olhos. O ideal mesmo é optar por lentes que envolvam e consequentemente protejam toda a região.


● Opte por lentes polarizadas. Se o plano é esquiar ou praticar algum outro esporte na neve, as lentes polarizadas são a melhor opção, já que bloqueiam as ondas de luz responsáveis pelo brilho do sol, evitando o ofuscamento e garantindo uma visão mais nítida.


● Escolha os óculos no tamanho adequado para o seu rosto. Escolha óculos que protejam bem a área dos olhos e que fiquem firmes no rosto, sem apertar demais.



Não abra mão dos óculos de sol mesmo em dias nublados


Como o efeito dos raios ultravioleta é cumulativo, é importante que os olhos estejam protegidos mesmo nos dias menos ensolarados.


Isso porque, apesar de nuvens espessas realmente bloquearem os raios UV, uma camada de nuvens finas pode atenuar a luz de maneira considerável, mas não surtir tanto efeito no bloqueio da radiação.


Não esqueça: os olhos necessitam da proteção para que sejam saudáveis. Portanto, não dispense os óculos de sol mesmo em dias nublados.
Use óculos de sol mesmo se estiver com lentes de contato


Ainda que as lentes de contato possuam proteção contra raios ultravioleta, é importante usar óculos de sol. Isso para evitar queimadura nos olhos.


Apesar de serem eficientes na proteção da córnea (tecido transparente que fica na parte da frente do olho), as lentes de contato deixam desprotegidas tanto a conjuntiva, conhecida popularmente como a região branca dos olhos, como a pele da região. Portanto, não dispense os óculos de sol durante as férias na neve.
Como adaptar os óculos de grau


Para quem já utiliza óculos de grau e não quer comprar um novo par apenas para a temporada de férias na neve, é possível revestir as lentes com proteção ultravioleta.


Outra opção é comprar uma viseira de esqui que possua um espaço nas extremidades, em que seja possível encaixar os óculos de grau.
Use colírios para lubrificar os olhos


Como o ar em regiões montanhosas é bem mais seco, é importante não descuidar da lubrificação dos olhos. Isso é necessário para evitar a chamada “síndrome do olho seco”, condição caracterizada pelo ressecamento da superfície do olho, da conjuntiva ou da córnea que provoca desconforto, coceira e visão embaçada.


Normalmente, o problema pode ser resolvido com o uso de lubrificantes oculares, em colírio ou gel. É importante, porém, que você não faça uso indiscriminado desse tipo de produto sem prescrição médica. Antes de viajar, consulte um oftalmologista de sua confiança.
Proteja seus olhos e evite inflamações oculares


A exposição excessiva sem proteção contra os raios ultravioleta pode agredir a córnea e provocar uma inflamação chamada de ceratite. Se não for tratada adequadamente, ela pode causar lesão grave e afetar outras áreas do olho, diminuindo sua capacidade visual ou até mesmo ocasionando a perda da visão.


É importante ficar atento aos sintomas, que podem levar entre 6 e 12 horas para surgir. Se você sentir sensibilidade à luz, visão borrada, dor ocular intensa, vermelhidão nos olhos, pupilas contraídas, lacrimejamento excessivo ou edema palpebral, consulte um oftalmologista o quanto antes.
Proteja seus olhos do sol e da catarata precoce


Além disso, expor-se aos raios UV sem a devida proteção aumenta o risco do surgimento de problemas como a catarata, isto é, degeneração causada pelo acúmulo desordenado de proteínas no cristalino do olho, responsável por metade dos casos de cegueira no mundo.


Gostou de entender mais sobre a importância de proteger os olhos durante suas viagens a países frios? Se você tiver dúvidas ou necessitar de orientação especializada, marque uma consulta com um de nossos especialistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário